Como resolver problemas de gotejamento e infiltração?

You are here:-, Debates-Como resolver problemas de gotejamento e infiltração?

Como resolver problemas de gotejamento e infiltração?

Problemas com goteiras e infiltrações são, infelizmente, comuns. Para lidar com esse problema, o primeiro passo para é identificar de onde vem a falha.

Além de reparar o reboco, forro ou pintura, é preciso corrigir o ponto da infiltração. A inspeção predial é essencial para evitar esses desconfortos antes mesmo que se tornem reais. Procure um profissional especializado para fazer a inspeção da forma mais adequada.

Tanto goteiras quanto infiltrações ocorrem por diferentes causas. Veja os pontos de atenção:

Canos: Normalmente, no 1º subsolo, temos a passagem de tubulação de águas pluviais, esgoto, hidrante e água potável, que normalmente ficam sobre as vagas de garagem.

Ralos e drenagem do jardim: os ralos situados no térreo do prédio podem causar problemas na garagem, causando vazamentos ou “pingos”. O mesmo acontece com a drenagem do jardim. Quando entope, entra raiz de plantas ou fica sem a proteção dos ralos e acaba entupindo. Nesse caso, a água de chuva não escoa; pode ir acima da manta de impermeabilização e cair na garagem.

Impermeabilização do térreo: segundo Nilton Savieto, síndico profissional, é o problema mais sério enfrentado nas garagens. Isso porque o ponto de infiltração pode estar em um local e os ‘pingos’ em outro lugar, como jardineiras e locais confinados.

Lavagem de garagens: normalmente, os subsolos não são impermeabilizados; e quando são lavados, a água se infiltra na laje sem proteção de manta impermeabilizada.

Lençol freático: pode causar infiltração nas paredes, e às vezes, no piso do último subsolo (de baixo para cima).

Conheça as soluções para estancar as gotas

Solução 1: Canos

Trocar tubulação, cotovelo, união etc.

Solução 2: Ralos e drenagem de jardim

Para a correção dos ralos, é necessário limpeza com empresa especializada ou equipe de manutenção do prédio.

No caso de drenos do jardim, é um pouco mais trabalhoso, mas recomenda-se que, na altura dos drenos, se faça a retirada da terra, identifique o problema e corrija; além de desentupir, se necessário, e deixar livre para evitar problemas no futuro.

Dica: Tomar e o máximo de cuidado com o tipo de planta que será colocado no jardim, evitando plantas com raízes fortes, que se ramifiquem muito.

Solução 3: Impermeabilização do térreo

Ao menor sinal de vazamento chamar uma empresa especializada para fazer a avaliação, pode ser corrigido de várias formas — retirada da manta de impermeabilização, injeção ou outro tipo de correção.

Por ser uma solução mais complexa e cara, será necessário levar para aprovação em assembleia.

Dica: A famosa colocação de “calhas” para conter goteiras é um “veneno” para o concreto e deve ser evitada.

Solução 4: Lavagem de garagens

NUNCA utilizar mangueira para fazer a lavagem, principalmente se for no 1º subsolo. Nesse caso, faça a limpeza com um mínimo de água e imediatamente enxugue. Ou utilize equipamento específico que lava. Isso evitará que a água se acumule e penetre no piso.

Solução 5: Lençol freático

Nesse caso, recomenda-se a criação de um sistema de drenagem. As águas infiltradas devem ser recalcadas (bombeadas) para a sarjeta.

Quando é preciso contratar profissional especializado

Às vezes o próprio corpo diretivo e o síndico, na qualidade de administrador, detecta o problema com o manutencista e, se for algo mais simples, o problema pode ser resolvido internamente.

Numa obra de médio a grande porte, é importante planejar o tempo, o orçamento e a conscientização dos condôminos sobre a importância de se resolver a situação.

É recomendado envolver a construtora, pedido de acompanhamento por um engenheiro profissional e habilitado — de preferência que participou da idealização construção do empreendimento.

Fonte: SíndicoNet

By |2019-07-17T17:59:14+00:00julho 2nd, 2019|Categories: Condominios, Debates|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário